DESIGNER RESIDENTE

Usarei esse post para mostrar algo de diferente. Algo mais pessoal, e portfolio profissional de alguns trabalhos que fiz enquanto na agência de publicidade Onoma Comunicação, na qual trabalhei de Abril à Agosto desse ano [2011] com a principal cliente sendo a Tania Bulhões Perfumes. Fiz parte da equipe de criação como designer residente, o que quer dizer que trabalhava em grupo recebendo briefings de clientes e desenvolvendo soluções para eles, encarregado de software, layout, redação e da parte gráfica no geral.

Ainda não cortei vínculos com a agência - trancamos o escritório físico e agora trabalho numa base freelancer. A experiência valeu a pena até agora - vivenciei muitos dos apertos que um designer em formação passa.  Meu trabalho envolvia principalmente montar e-mails marketing, e diversos materiais promocionais - para web ou físicos.

Poderia-se dizer que estes são trabalhos que faço ou posso fazer por dinheiro, já que ainda não tenho quem me contrate para ser ilustrador em tempo integral - afinal, contas têm que ser pagas - mas isso é muito simplista. Eu tenho um lado artístico, mas não vivo pra ele - não me importo de exercitá-lo em horas vagas. Trabalhar em uma agência me deu perspectivas de ter um emprego de verdade, obrigações reais, e a satisfação de colaborar e produzir para o mercado vendo resultados em minha frente quando no disparo de um e-mail ou passando na frente da vitrine de um shopping.  Contanto que eu ponha em uso criatividade e habilidades nas ferramentas, não há muito o que eu não me incomode de fazer. Além de tudo, trabalho é trabalho - ora essa, sabendo usar as ferramentas, tendo disposição de aprender e exercitar conhecimentos, porque não?

Tendo em mente que no manual de identidade visual da Tania Bulhões as cores são especiais como o dourado Pantone e outras cores que o computador não consegue reproduzir, mas que em meio impresso são vistosas e interessantes, vamos à algumas peças promocionais, como os e-mail marketing de campanha de dia dos namorados. Para o primeiro, adaptação de arte já existente [anúncio antes produzido por outra contratada]. Segundo e terceiro tratamento de imagem, concepção de layout, diagramação e redação:

E-mail marketing - Adaptação de arte/Photoshop

E-mail marketing - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

E-mail marketing - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

Exemplos de peças promocionais da campanha de dia dos pais. Tratamento de imagem, concepção de layout, diagramação e redação:

E-mail marketing - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

E-mail marketing - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

Grande parte do trabalho depois da identidade visual ser concebida para os emails marketing e campanha é reciclar e adaptar a arte para novos formatos, como banners para blogs e websites. Aqui seguem de exemplo as adaptações de arte do primeiro email marketing de dia dos pais, para display na homepage TB Perfumes:

Recorte e tratamento de imagens, diagramação e edição de conteúdo/Photoshop

Recorte e tratamento de imagens, diagramação e edição de conteúdo/Photoshop

E claro, uma vez dentro da agência e com os pedidos do cliente resolvidos, cabe a proatividade de desenvolver idéias e oferecer para o cliente no tempo livre. Aqui vão algumas idéias rejeitadas, como o projeto de campanha de inverno contendo um cartaz e email marketing com arte adaptada:

Cartaz - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

E-mail marketing - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

Projeto de campanha anunciando o catálogo virtual do site TB Perfumes, o qual fiquei contente por achar uma solução simples, e no meu conceito e dos colegas de equipe, e que passe a mensagem de um jeito claro:

Anuncio - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

Anuncio - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

Quando um layout não é aprovado, não necessariamente significa que a idéia é ruim ou que o domínio das ferramentas e linguagem é deficiente. Mesmo quando se pensa que a solução apresentada para a proposta é a cara do cliente, acontece do próprio fazer o descarte - afinal, uma coisa é se colocar no lugar do cliente, outra é ser o próprio. O tino e a suposição levam até certo ponto, mas o veto ou aprovação não partem de nós. Aqui vai mais uma opção de layout para anúncio rejeitado, onde fui pro completo oposto de simplicidade:

Anuncio - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e redação/Photoshop

Valeu a tentativa, enfim. Uma coisa que acontece bastante pelo que ouvi dizer de colegas designers residentes em agências é de quando os clientes tem o layout na cabeça, as cores, fontes, esquemas gerais, e não o domínio de software para efetivamente produzir a peça. Esse email-marketing foi nesse caso, o layout veio mais ou menos pronto, e só tive que dispor tudo com fidelidade. Tenho minha opinião quando a peça é finalizada, mas a guardo para mim. Se foi pedido desse jeito, nos mínimos detalhes, e está pago, quem sou eu para opinar.

E-mail marketing - Recorte e tratamento de imagens, diagramação e edição de conteúdo/Photoshop

Um dos últimos trabalhos que fiz foi um gift card promocional. Tendo em mente o design que veio da cliente para o e-mail marketing anterior, e acompanhando as mudanças de diagramação e identidade visual, arranjei as informações num esquema parecido:

Cartão promocional - Diagramação e redação/Illustrator

Ace.