miniature

MIKE

GGE.me - MIKE.jpg

Depois que postei o Martini, Luiz chegou pra me encomendar um novo retrato de pet - esse é Mike, o chihuahua. Aceitei, fiz uns esboços e decidi na versão mais miniatura de todas - que desenhei e pintei em um dia, e envernizei no seguinte. Com quase 3cm, ficou super cute!

After I posted Martini’s portrait, Luiz enquired about one of his chihuahua Mike. I promptly said yes, and after some sketching, I thought it would be cool (and challenging) to go all out in the miniature style - so I painted a 3cm dog portrait. It came out super cute!

Visualizar esta foto no Instagram.

mike mike mike

Uma publicação compartilhada por Luiz Guilherme Moura (@luizougui) em

MARTINI

Esse é o Martini, filho do Cezar, adotado no fim de 2018. Fazia um tempo que o Cezar tava obcecado com galgos, e agora que chegou um na família, pintei uma miniatura de presente.

This is Martini, Cezar’s late 2018 adoption. Cezar wanted an italian greyhound for some time, and now that he’s got one I painted a miniature as a gift for the family.

GGE.me - @calcaireblanc @lebellemartini.jpg

Essa peça é especial por vários motivos - foi a primeira pintura de um pet especifico, e a primeira “jóia” da minha produção, aproveitando uma armação de broche vintage, de prata, e com o vidro original. O broche também é pingente, todo caprichado. Tentei desenhar, pintar e ornar pra ficar bem fino.

This is a special piece for some reasons - it’s the first pet portrait I’ve done, and also my first miniature qualifying as a jewel. I painted it to match a vintage sterling silver and glass frame, wich I got in a flea marke. It’s a brooch and also a pendant. I wanted the piece to be fancy.

Depois de rascunhar e pintar a figura do Martini, escolhi ultramarinho pro fundo - Um azul comum em miniaturas por causa da cor lindíssima e pigmento caríssimo. Usei o mesmo tom num retrato que fiz do meu amigo à moda renascentista em 2016. Agora os 2 têm retratos combinando.

After drawing and painting, I chose an ultramarine background - a typical color found in antique miniatures, because of its noble origins and associations. I used the same blue in a renaissance style potrait of Cezar in 2016. Now he and Martini have matching portraits.

Como é uma peça bem especial, assinei e datei o verso da pintura. Terminado o broche, fiz uma caixinha e ate tentei dar um lacinho, que não rolou. Empacotei e levei pra SP, onde entreguei de surpresa depois de um jantar. Ele curtiu.

The finishing touch is my signature in the back of the watercolor, and because it’s such a special piece, I fancied some latin words in it. Then I packed it in a custom box and surprise gifted my friend after dinner. He liked it a lot.

WHO IS SHE?

Do luxo ao lixo.

Miniatura no estado original, 09 de Setembro de 2018, e depois da limpeza

Mês passado passeei em SP e comprei uma lembrancinha - um retrato em miniatura achado numa garagem do Bixiga. Apesar de velha e suja, vi qualidade na peça. Ainda mais comparada com as tranqueiras que eu vi por lá:

Um mês depois, curioso pra olhar a pintura de perto, fui abrir a peça - Queria saber se era uma antiguidade ou tranqueira de 1920-40. Se era uma “francesa genérica” ou se era uma francesa de original. E daí começou uma tour no Instagram. Foi legal, recebi dicas e feedbacks, e salvei tudo num destaque “who is she?”.


Abertura e Limpeza/Opening and Cleaning

O verso do quadro tinha um papelão pregado que não fazia parte do conjunto. Removi. Por baixo dele, o fundo original, de jornal. Na frente a redoma é de vidro, a miniatura pintada em osso. Limpei a moldura e o vidro com microfibra, e tirei a poeira da mulher usando um pincel seco.


Moldura e Fundo/Frame and Back

A miniatura foi pintada em osso, e a redoma que a cobre é de vidro, então supus que a moldura, se original, também foi feita com material bom, e não plástico.

Achei vários sinais de que a miniatura não é coisa do nosso século, com a confirmação no verso:

O jornal colado no verso da miniatura é o Clef du cabinet des princes de l'Europe, escaneado e arquivado pela Biblioteca Nacional de Luxemburgo Online. Luxemburgo é um país vizinho da França. Combinou com a cara de francesa dela.

Europa nos 1700s/18th Century Europe

Alem do titulo completo, dava pra ler um pouco da data do jornal - Décembre ___6., e o número das páginas 422 e 4__. Pesquisei as edições de Dezembro das décadas terminadas em 6, e achei as correspondências em na edição de Dezembro de 1756. O jornal/folhetim consistia de noticias sobre politica e tambem fofocas de época, o que deu uma dica pra procedência e círculo social da mulher no retrato.

GGE.me-MMEBACK.gif

Daí passei a tentar traduzir um papel que acompanhava a pintura, uma etiqueta, com uns rabiscos. Suspeitei que o nome e data foram escritos recente, porque parecem de lapiseira, talvez só uma notinha dizendo quem é o dono do retrato, como em primeiras páginas de livro. Mas aí pesquisei e aprendi que lapiseiras já existiam nos 1750, então “Madame Sophie” e “1779” pareciam apontar pra identidade da própria.


Modas/Fashion

A primeira coisa que me passou na cabeça quando eu vi a miniatura na garagem foi que ela era a cara das princesas do MASP, pintadas pelo Nattier. Se eu não comprei uma francesa, comprei alguém com cara de francesa. Francesíssima.

Mesmo cabelo, mesmas modas. Por causa da cara e do jeito dela, concluí que se era um retrato de socialite, ela não era austríaca, escandinava, alemã e nem russa. O jornal de Luxemburgo no verso e o nome Sophie escrito em anexo confirmaram o óbvio.

Logo depois de descobrir essa “Madame Sophie”, um amiguinho disse que googleando “Madame Sophie 1779” saía uma dona com a mesma cara e pose da miniatura. Fui conferir e -surpresa!, era praticamente uma xerox das princesas do MASP porque foi irmã delas!

Madame_Sophie_de_France_en_vestale_(après_1748).jpg

Sofia de França, filha de Luís XV de França. Também pintada por Nattier.

Signature_of_Princess_Sophie_(Philippine_Élisabeth_Justine)_of_France,_Madame_Sophie_in_1753_at_the_marriage_of_the_Prince_of_Condé.png

Sophie tem uns poucos parágrafos na Wikipedia, os editores resumindo que a fia nasceu e ninguém viu, morreu e ninguém deu falta. Tudo faz sentido. Tão esquecida pela história que terminou numa garagem em SP, e não no museu junto com as outras. Agora a acolho em minha humilde residência.

LINN DA QUEBRADA

Glitter na travesty

Quando a Linn postou umas fotos bafo na piscina, fiquei animado pra começar uma nova série de broches, dessa vez com glitter. Super ornou na minha cabeça, daí comecei a executar.

Terminado o primeiro, que eu já ia mandar pra Linn, ela gostou tanto que repostou e me encomendou +3. Quando a mana não só curte, mas também se dispõe a pagar pela arte, fico até comovido.

Desenhar, pintar, montar e envernizar os broches, tomando cuidado pra que eles saiam idênticos, é mó pressão - felizmente desses 10 eu só caguei em 1, que tive que começar do zero depois de errar no último passo.

Essa série foi feita com um carinho especial porque a própria Linn foi a primeira pessoa que me comprou uma miniatura, no ano passado. Uma bunda marronzinha, que na época achei “a cara dela”.

Agora a Linn e cia vão embarcar pra Europa pra uma tour, e espero que os broches cheguem na mão dela até lá. Com eles vão meus desejos de muita sorte e muito sucesso.

ACCESSORIZING

ARTcessory, ASSessory, etc.

It recently come to my attention that I appreciate accessories. So inspired by the style of antique miniatures, I made this little watercolor 2.5cm high and fixed in a pendant. Maybe I'll expand on it.

A photo posted by @schimou on


Testei o design de uma pereneca usando uma base de 2.5cm de diâmetro. A original tem 6cm e foi pintada com nanquim e Prismacolor. A do pingente levou aquarela e Posca.

O primeiro pingente foi esmaltado literalmente - com base de unhas. Depois que descobri o vidro líquido fiz aplicações e fiquei contente com o resultado - mostrado aqui embaixo:

A photo posted by IZM SANMA (@izmsanma) on


A photo posted by IZM SANMA (@izmsanma) on

A photo posted by IZM SANMA (@izmsanma) on

This "wrestler" is after @ithinkthisistheplace. I like the colors and how it turned out - my favorite, I even wore it once before I sold it. Sometime later I painted another figure in the same dimensions playing with the silhouette and a new theme to get a glory hole.

A photo posted by IZM SANMA (@izmsanma) on